Texto de Marla de Queiroz



Estou indo para outro lugar: levo minha falta de jeito, o abraço contido, o poema desfeito, esse espaço desistido de saber o que fazer contigo.

Estou indo para outra direção: escolha incerta no momento da bifurcação. E as mãos desatadas, palavras cansadas, silêncio que já não quer dizer nada.


Estou indo para outra paisagem levando comigo seja o que for: vantagem ou desvantagem. Correndo apressada da falta de amor.
Estou indo por outro caminho: suporto o espinho e agradeço a flor.


Marla de Queiroz